02/01/2023
ECONOMIA
Carteira de crédito rural do Sicoob Espírito Santo ultrapassa R$ 1,5 bilhão

O Sicoob Espírito Santo encerra o ano de 2022 com resultados surpreendentes. Em maio, ultrapassou a marca de R$ 1 bilhão de saldo devedor da carteira de crédito rural. Seis meses depois, ultrapassou a marca de R$ 1,5 bilhão. Essa quantia engloba mais de 5.500 operações ativas na instituição, que liberou cerca de R$ 1.023.402.109,00 em atividades voltadas ao setor, apenas nos primeiros 11 meses do ano.

 

Sicoob é uma das principais instituições financeiras em crédito rural

 

No Espírito Santo, o Sicoob é uma das principais instituições financeiras na oferta de crédito rural, demonstrando a importância no desenvolvimento do agronegócio dos municípios. Em 2022, o Sicoob manteve a primeira colocação em liberações do Fundo de Defesa da Economia Cafeeira (Funcafé), com mais de R$ 280 milhões liberados.

 

Este recurso é de extrema importância para subsidiar toda a cadeia produtiva do café, principal atividade agrícola do estado, que gera empregos e está presente na maioria dos municípios capixabas.

 

Além disso, a instituição também se tornou a principal instituição financeira em liberações de crédito rural via Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Foram mais de 1.290 operações liberadas, totalizando R$ 169.694.575,66 disponibilizados aos associados.

O Sicoob tem mais de 600 mil associados e atua no Espírito Santo, no Rio de Janeiro e na Bahia. São sete as cooperativas filiadas, sendo elas: Norte, Leste Capixaba, Coopermais, Sul-Serrano, Sul, Sul-Litorâneo e Sicoob Credirochas. Em nível nacional, são mais de 6,4 milhões de cooperados em todos os estados brasileiros.

 

CPRF foi lançada em dezembro

 

Segundo o gerente de Crédito e Agronegócio do Sicoob ES, Eduardo Ton, foi lançada em dezembro a Cédula de Produto Rural Financeira (CPRF).

 

“É um título de valor mobiliário representativo de uma obrigação em dinheiro. Como estamos falando de um título de valor, os produtores rurais não serão taxados com o Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) nessas operações”, explicou.

 

“Ela também não terá um direcionamento específico, como em um projeto de investimento ou custeio rural. Pode ser utilizada para qualquer tipo de despesa que o produtor possa ter, tais como, aquisição de itens usados e/ou importados, despesa de manutenção familiar entre outras”, disse Ton.

 

Para ter acesso ao crédito rural, o produtor deve ser associado ao Sicoob e atender a algumas normativas do Banco Central, como provar a posse da propriedade e estar em dia com a tributação fiscal. Os interessados podem se associar e obter mais informações nas agências da instituição financeira cooperativa.




Autor: STEFANY SAMPAIO
Fonte: Folha Vitória











_____________________________________________________________________________________________________________________________________

 

 

Rua Marília Rezende Scarton Coutinho 160, Sala 01 | Enseada do Suá - Vitória/ES - CEP: 29050-410

(27) 3324 5986 / (27) 99830 9621 | cedagro@cedagro.org.br