Cadastre seu e-mail e receba o AGRONEWS.

 

Clique aqui e veja a proposta, procedimentos e formulário para Associar-se.

 

 

 

 

FRUTICULTURA – Mamão em destaque

16 de dezembro de 2016

 


O Espírito Santo que ocupa o posto de maior exportador de mamão do Brasil. Só em 2014 foram vendidos para fora do país US$ 20,1 milhões, com um volume de 12,9 mil toneladas, o que corresponde a 42,6% da exportação brasileira. São produzidas cerca de 400 mil toneladas anuais, se concentrando mais na região Norte, onde as condições do solo e do clima são mais favoráveis. O mamão está entre as sete primeiras frutas da pauta de exportação do Brasil. De acordo com o Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper), o Estado possui uma área plantada de aproximadamente 7.000 hectares e uma produtividade em torno de 50 t/ha ano, acima da média nacional.

 

Segundo Rodrigo Martins, presidente da Associação Brasileira dos Produtores e Exportadores de Papaya (Brapex), entidade que representa os exportadores da fruta no Brasil e tem sede em Linhares,  o Estado é líder em tecnologia de cultivo, produção e processamento da fruta, além de ter clima, solo favorável e estar localizado próximo aos maiores centros consumidores da fruta no Brasil. “No momento, entre os principais desafios para o setor, destaca-se uma pesquisa bem aplicada para o melhoramento genético do mamão Havaí. Estamos há anos buscando uma variedade mais produtiva, com maior longevidade e maior resistência a vírus”, comenta.

 

O presidente da entidade destaca o empenho da Brapex nos avanços do desenvolvimento do Selo Brapex, com o objetivo de valorizar ainda mais a fruta cultivada dentro dos padrões de Boas Práticas Agrícolas, com preservação do meio ambiente e valorização do homem do campo e seus colaboradores, baseando-se na cartilha desenvolvida pelos técnicos credenciados da Brapex. “O objetivo final é ter uma fruta diferenciada e que seja reconhecida pelo consumidor final”, ressalta Martins.

 

Outro avanço que, segundo Rodrigo, está em andamento é a abertura de novos mercados. “Além de já exportar a fruta para diversos países da Europa, EUA, Canadá, Oriente Médio e Emirados Árabes, temos agora em trânsito o pedido de inspeção e credenciamento para exportação do nosso Papaya para o mercado Japonês e África do Sul”, destaca o o presidente da associação. Para isso, a Brapex, junto com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), está trabalhando em conjunto para conseguir a liberação fitossanitária e comercial e então começar a embarcar o mamão Papaya para estes novos destinos.

 

Fonte Campo Vivo

   
_____________________________________________________________________________________________________________________________________

 

 

Rua Marília Rezende Scarton Coutinho 160, Sala 01, Ed. Eller | Enseada do Suá - Vitória/ES - CEP: 29050-410

(27) 3324 5986 / (27) 9830 9621 | cedagro@cedagro.org.br